Chamada de Trabalhos – Revista Eletrônica Ventilando Acervos nº 5, novembro de 2017

A Revista Eletrônica Ventilando Acervos convida pesquisadores e profissionais de museus brasileiros e do exterior a compartilhar com a comunidade de leitores interessados suas reflexões e atividades realizadas na área da gestão de acervos em museus.

Os trabalhos devem estar de acordo com os três temas de interesse da Revista:

  • Gestão de Acervos em museus: bases conceituais, diretrizes internacionais, história da Museologia, da Documentação e da Gestão de acervos arquivísticos, bibliográficos e museológicos em museus.
  • Colecionismo: debates em torno de coleções públicas ou privadas e reflexões sobre nossa relação com o patrimônio na construção e afirmação de identidades e memórias.
  • Experiências de elaboração e uso de Política de Acervos: influências teóricas e conceituais, métodos utilizados, atores e recursos, atualizações de práticas de conservação, documentação e comunicação de coleções.

Os trabalhos devem ser enviados para o endereço eletrônico reva@museus.gov.br e o assunto da mensagem deve indicar “Inscrição de trabalho”.

O prazo de envio de trabalhos se encerra no dia 30 de setembro de 2017. O resultado dos trabalhos selecionados será divulgado até dia 31 de outubro de 2017.

Veja mais em http://ventilandoacervos.museus.gov.br/

Anúncios

Chamada de Trabalhos – Revista Eletrônica Ventilando Acervos n° 03, novembro 2015

Chamada de Trabalhos vol 3

A Revista Eletrônica Ventilando Acervos convida pesquisadores, estudantes e profissionais de museus brasileiros e do exterior a compartilhar com a comunidade de leitores interessados suas reflexões e atividades realizadas na área da gestão de acervos em museus.

A Ventilando Acervos recebe trabalhos nas seguintes modalidades:

  • Artigos
  • Relatos de experiências
  • Entrevistas
  • Resenhas de livros, filmes ou exposições.

Os trabalhos devem estar de acordo com os três temas de interesse da Revista:

  • Gestão de Acervos em museus: bases conceituais, diretrizes internacionais, história da Museologia, da Documentação e da Gestão de acervos arquivísticos, bibliográficos e museológicos em museus.
  • Colecionismo: debates em torno de coleções públicas ou privadas e reflexões sobre nossa relação com o patrimônio na construção e afirmação de identidades e memórias.
  • Experiências de elaboração e uso de Política de Acervos: influências teóricas e conceituais, métodos utilizados, atores e recursos, atualizações de práticas de conservação, documentação e comunicação de coleções.

O prazo de envio de trabalhos se encerra no dia 30 de setembro de 2015. O resultado dos trabalhos selecionados será divulgado até dia 30 de outubro de 2015.

Veja mais informações no site da Revista: http://ventilandoacervos.com.br/chamada-de-trabalhos-n-03/

I Seminário de Acervos – Preservação e Segurança, de 16 a 19/6 – inscrições abertas

Considerando a importância da segurança de seus acervos – Coleção de Arte da Cidade (antiga Pinacoteca Municipal), Discoteca Oneyda Alvarenga, Missão de Pesquisas Folclóricas, Acervo Memória CCSP e Arquivo Multimeios –, o Centro Cultural São Paulo propõe neste seminário uma discussão de temas relacionados à segurança com profissionais de relevância na área de conservação e preservação de acervos, que proporcionarão esclarecimentos e atualização ao público.

Além do seminário, que será aberto e gratuito, serão realizados workshops para um público previamente selecionado, sendo um na área de conservação de papéis e outro em conservação fotográfica. O evento é dirigido a arquivistas, bibliotecários, museólogos, estudantes, técnicos, profissionais da área de segurança, conservação e restauro e interessados em geral.

Veja a Programação e mais sobre o evento aqui!

Revista Eletrônica Ventilando Acervos, vol. 2, nov. 2014

Vol. 2, Nov. 2014

Car@s amig@s,

chegou o segundo volume da Revista Eletrônica Ventilando Acervos!

Após o lançamento do primeiro número da Revista, em novembro de 2013, e com a significativa aceitação e o reconhecimento de sua importância, formato e conteúdo, a equipe do Museu Victor Meirelles/Ibram e os participantes do Grupo de Estudos Política de Acervos tem o prazer de lançar este segundo volume (nov. 2014) para dar continuidade à proposta de reunir conhecimentos e experiências na área de gestão de bens patrimoniais, em especial no que tange à reflexão sobre os processos de aquisição, organização e descarte de acervos em museus.

A equipe da Revista Eletrônica Ventilando Acervos agradece a todas as pessoas que colaboraram direta ou indiretamente para o lançamento desse volume, em especial ao Patrocínio da Associação de Amigos do Museu Victor Meirelles, sem o qual não seria possível seu lançamento, e deseja a tod@s uma boa leitura!

http://ventilandoacervos.com.br/edicao-atual/

20° Encontro do Grupo de Estudos Política de Acervos

 

A era da padronização em museus: os desafios contemporâneos para a gestão de coleções musealizadas

O campo dos museus vem passando por uma robusta discussão no que tange à gestão de coleções. Leis, resoluções, códigos de ética e uma ampla bibliografia suprem a demanda de profissionalização da área que, por longa data, seguiu caminhos difusos e livres de princípios norteadores e parâmetros mínimos. Este movimento de estandardização, por sua vez, inaugura a necessidade de discussão dessas políticas institucionais em um cenário heterogêneo e plural de experiências museais.

A palestra de Diego Lemos Ribeiro (Professor e Coordenador do Curso de Bacharelado em Museologia da Universidade Federal de Pelotas, RS) tem como objetivo problematizar as potencialidades e os limites da “era da padronização” em museus, com base em dois estudos de caso: um museu tradicional de arqueologia e um museu rural, com características de museu comunitário.

Venha conferir!

20° Encontro do Grupo de Estudos Política de Acervos
Dia 10 de outubro de 2014 às 18h
Museu Victor Meirelles/Ibram

19° encontro do Grupo de Estudos Política de Acervos

 

O Museu Victor Meirelles programou para o dia 19 de setembro de 2014, sexta-feira, às 17 horas, a palestra A Política Estadual para a Preservação de Bens Móveis e Integrados, ministrada pelo professor Rafael Azevedo Fontenelle Gomes, diretor de Bens Móveis e Integrados do Instituto Estadual de Patrimônio Cultural do Estado do Rio de Janeiro – Inepac.

O evento é uma atividade do Grupo de Estudos Política de Acervos do Museu Victor Meirelles, criado em 2011, e que tem como principais objetivos levantar fontes de estudos sobre o tema e trocar conhecimentos e experiências quanto à aquisição, gestão e descarte de acervos em unidades museológicas. Entre os pontos abordados pelo professor Rafael Gomes estão o histórico dos inventários na capital e interior do estado do Rio de Janeiro, desde o século XVIII; a questão da conceituação de bens móveis e integrados, passando pela legislação, e as ações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional-Iphan, bem como do próprio Inepac, abrangendo a fiscalização e a criação e funcionamento do Banco de Bens Culturais Procurados.

O professor Rafael Gomes é mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e graduado em Museologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio). Museólogo do Iphan, cedido ao Inepac-Secretaria de Estado da Cultura/RJ, é responsável pelo Departamento de Bens Móveis e Integrados, além de pesquisador em museologia, arte sacra fluminense e memória da Baixada Fluminense. É também professor de Imaginária Brasileira e Novas Tecnologias em Museus.

A palestra A Política Estadual para a Preservação de Bens Móveis e Integrados será proferida na Sala de Exposições Temporárias do Museu Victor Meirelles e não é necessário fazer inscrição prévia. A entrada é gratuita.

17° Encontro do Grupo de Estudos Política de Acervos

emerson

O professor Emerson Dionisio é o convidado do Grupo de Estudos Política de Acervos para falar um pouco de sua pesquisa sobre “a visibilidade dos acervos de arte contemporânea no Brasil”, tema de sua tese de doutorado e linha de pesquisa ainda em andamento.

No livro “Museus de fora”, de sua autoria, Emerson Dionísio conduz seus leitores a um passeio por entre vasta e rica documentação colhida em consultas aos variados acervos visitados durante a pesquisa preparatória para o texto aqui publicado. Os modos como os diferentes acervos de arte contemporânea, de nove cidades brasileiras – Brasília, Campinas, Campo Grande, Curitiba, Goiânia, Londrina, Olinda, Porto Alegre e Ribeirão Preto – representam e divulgam suas coleções, são apresentados e discutidos pelo autor ao analisar o conjunto heterogêneo formado por instituições preocupadas com a memória das artes visuais.

O encontro acontece dia 13 de junho de 2013, no Museu Victor Meirelles.